sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

minha menina S2

...bem há tanto tempo que nada escrevia por estes lados. Sim, a verdade é que passamos por uma fase menos boa na nossa relação, e depois da reconciliação vieram as frequências e trabalhos para apresentar! Com isto tudo a ocupar o nosso tempo, o nosso pequenino mundo foi colocado um bocadinho de parte! Finalmente tenho tempo, para escrever mas essencialmente tenho tempo para estar contigo...
...depois de um início de ano menos bom as coisas entre nós parecem estar a tomar o rumo certo, apesar de ainda existirem algumas situações menos boas, tudo se resolve e nota-se uma maior compreensão de ambas as partes...estes tempos vieram reforçar ainda mais o que sento por ti, e mostrar-me a mim mesma que não estava a agir de forma correta contigo, porque eu nunca deixei de te amar nem faço tensões que isso aconteça, quero passar o resto dos meus dias a teu lado, quero ser velhinha e andar de mão dada contigo, poder dizer-te todos os dias o quanto te amo que és a minha princesa, a menina dos meus olhas, a minha bebe...


amo-te minha prinsesinha <3 para sempre

domingo, 16 de janeiro de 2011

"..."

Matar o sonho é matarmo-nos. É mutilar a nossa alma. O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso.
Fernando Pessoa

Preciso mesmo...

Preciso mesmo de sair daqui. Sair de casa e ter a minha vida. Não depender dos meus pais.
Estou simplesmente farta de ouvir a bela da pergunta da minha mãe: "então mas diz lá como é que se chama o teu namorado?" ou então "porque é que não confias em mim" ou ainda "Não me dizes mas eu vou andar atras de ti e vou descobrir, não penses que me enganas". A únicas coisas que penso nesta altura são: "não não posso nem consigo confiar em ti neste assunto", "odeio que todos os dias me perguntes isto, "ya namoro mas para tua informação não é nenhum rapaz mas sim uma rapariga" e por fim "além de ser rapariga e eu saber que isso já é um choque, é só a pessoa que mais odeias dos meus amigos".

Ao menos sei que ela ainda não me consegue ler os pensamentos, ao menos isso faz realmente parte da minha vida e de mais ninguém.

Quero poder sair de casa e levar-te comigo mas começa a ser algo insuportável....

sábado, 15 de janeiro de 2011

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Regresso

Tenho pena que o nosso blog tenha sido abandonado durante tanto tempo. Mas a verdade é que a dada altura também nos abandona-mos uma à outra durante uns tempos. Embora tenha vindo aqui muitas vezes, senti que não sabia o que escrever. Já não fazia sentido.
A ultima mensagem foi escrita por ti, em Dezembro. Dezembro de várias discussões e de muitas coisas ditas da boca pra fora. Em Dezembro e em Janeiro acabou.
Janeiro (ano novo e vida nova, como todos dizem) começou de uma forma muito negra para nós. Não gostei do que fizeste e doeu bastante. Acabámos por nos chatear e por nos separar.
Se bem que foi uma separação bastante engraçada tenho a dizer. Acho que conseguimos inventar uma nova definição de separação. Separação: "duas pessoas que estão extremamente chateadas que estão todos os dias o mais próximo que podem".
Agradou-me bastante. Afinal quem queríamos enganar? Serviu para te fazer ver que tinhas errado bastante mas não conseguia viver sem os teus abraços, os beijinhos no pescoço, o pequeno almoço na cama quase todos os dias e dormir bem agarrada a ti toda a manha :P

Afinal de contas eu amo-te e vou continuar a amar-te durante muito tempo =)

PS: No entanto quando fizemos a nossa "separação" eras bem mais querida comigo xD